NOVA ZELÂNDIA: 5 lugares que todo viajante precisa conhecer



 

Localizada em meio ao Oceano Pacífico, a Nova Zelândia é um refúgio turístico, dividido em duas ilhas principais: norte e sul. Suas incríveis paisagens são resultados de riquezas naturais e culturais. É um lugar incrível para aventuras ao ar livre.

Repleta de atividades, a Nova Zelândia têm conquistado cada vez mais turístas. Confira alguns dos fatores que garantem seu lugar de destaque no mapa dos viajantes:

1 – Queenstown: Esportes Radicais

Localizada às margens de um lago cristano, a região é cercada por montanhas e ganhou os olhos do mundo quando ficou conhecida como a capital mundial dos esportes radicais. Os fãs de bungy jumping que se preparem: Na Nova Zelândia, é possível saltar de pontes, viadutos, estádios e até penhascos.

ad315-queenstown-queenstown-nzone-the-ultimate-jump

2 – Northland: Preservação da cultura nativa

A Nova Zelândia foi descoberta por um explorador da tribo indígena Mãori, que chegou a região de Northland velejando em sua canoa. Até hoje, os sinais da cultura da tribo podem ser notados pelos visitantes. É possível conhecer as artes manuais, as lendas e as cerimônias de um povo muito receptivo.

Northland: Preservação da cultura nativa  A Nova Zelândia foi descoberta por um explorador da tribo indígena Mãori, que chegou a região de Northland velejando em sua canoa. Até hoje, os sinais da cultura da tribo podem ser notados pelos visitantes. É possível conhecer suas artes manuais, suas lendas e suas cerimônias.

3 – Matamata: Cenário de filme

Se você pensou não conhecer nada sobre a Nova Zelândia rebobine suas memórias: O destino emprestou suas paisagens ao filme O Hobbit, que foi gravado nas colinas medievais de Matamata.

Matamata: Se você pensou não conhecer nada sobre a Nova Zelândia, rebobine suas memórias: O destino emprestou suas paisagens ao filme O Hobbit, que foi gravado nas colinas medievais de Matamata.

4 – Rotorua: Encontro de águas termais

A cidade é contemplada com águas termais, devido ao encontro de duas placas tectônicas, que acontece no local. As áreas recebem a energia do calor da terra, aquecendo e fazendo com que suas águas exerçam funções terapêuticas e relaxantes.

Rotorua: Regiões geotérmicas  Parte da Nova Zelândia, Rotorua é uma cidade contemplada com águas termais, devido ao encontro de duas placas tectônicas, que acontece no local. As áreas recebem a energia do calor da terra, aquecendo e fazendo com que as do lugar águas exerçam funções terapêuticas e relaxantes.

 

5 – Auckland: Grande centro econômico

O grande centro econômico separa dois portos naturais: Manukau, aberto ao Mar da Tasmânia, a oeste e o de Waitemata, que se forma ao Golfo de Hauraki do Oceano Pacífico, a leste. Além das paisagens deslumbrantes, o lugar concentra variadas opções de lazer, como passeios, caminhadas e gastronomia local.

Auckland: O grande centro econômico separa dois portos naturais: Manukau, aberto ao Mar da Tasmânia, a oeste e o de Waitemata, que se abre ao Golfo de Hauraki do Oceano Pacífico, a leste. Além das paisagens deslumbrantes, o lugar concentra variadas opções de lazer, como passeios, caminhadas e toda gastronomia local.

Explore os pontos turisticos da Nova Zelândia, passando por Auckland, Rotorua e Queenstown, com hospedagem de primeira categoria superior, com café da manhã, 2 almoços, transporte em veículo privativo e excursão com guia local em espanhol, a partir de entrada R$ 2.036,25 + 9x 678.

Consulte valores e condições entrando em contato com a AGAXTUR E VIAGENS!